Inteligência Artificial,  ultimas

Inteligência Artificial na Nutrição – Planos Alimentares Personalizados

O mundo da nutrição está prestes a ser revolucionado. Pesquisadores do Centro de Pesquisa em Alimentos (FoRC) da Universidade de São Paulo (USP) desenvolveram uma ferramenta de inteligência artificial (IA) capaz de gerar planos alimentares personalizados automaticamente.

Inovação em Nutrição

A ferramenta, testada e aprovada por nutricionistas, representa um passo significativo na direção da nutrição personalizada. Com 89% de concordância com as características dos planos alimentares criados, a ferramenta promete ser um instrumento valioso para os profissionais de nutrição.

Ferramenta de IA considera gasto energético e preferências pessoais – Sonyakamoz / Adobe Stock

IA na Nutrição: A Técnica MSF

Para desenvolver a ferramenta, os pesquisadores aplicaram uma técnica de IA conhecida como Máquina de Estados Finitos (MSF), comumente usada em jogos de computador. A MSF permite ao computador executar uma ação até que o resultado desejado seja alcançado.

Segundo a nutricionista e pesquisadora do FoRC, Kristy Soraya Coelho, a ferramenta gera vários planos alimentares com base em regras e combinações de alimentos, evitando combinações inapropriadas.

O Processo de Decisão da Máquina

A IA considera diversos fatores na elaboração dos planos alimentares. A composição química dos alimentos, a forma de preparo, a sazonalidade, as características sensoriais dos alimentos e as preferências, restrições e recomendações nutricionais do paciente são consideradas no processo de tomada de decisão.

A Ferramenta em Ação

Quando a ferramenta cria um plano alimentar, ela estima a necessidade de energia do paciente, considerando a distribuição adequada de macronutrientes e micronutrientes, conforme as recomendações de ingestão na dieta.

Expertise Humana

Um aspecto importante da ferramenta é que ela segue uma árvore de decisão que representa a expertise do nutricionista. Assim, a IA pode traduzir a experiência do profissional na escolha dos alimentos e na elaboração de planos alimentares.

Além disso, a ferramenta segue as quatro etapas do Processo de Cuidados de Nutrição (PCN) definidas pela Academia de Nutrição e Dietética (Academy of Nutrition and Dietetics): avaliação do estado nutricional, diagnóstico de nutrição, intervenção de nutrição, monitoramento e acompanhamento.

Dados Nacionais

A fonte de dados da ferramenta é a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TBCA), que fornece informações sobre a composição química e o valor energético de alimentos e preparações.

Testes Bem-sucedidos

Nos testes realizados, a ferramenta foi alimentada com dados de 2.182 alimentos e gerou sete planos alimentares semanais para 15 pacientes fictícios. Os resultados foram avaliados por 18 nutricionistas com especialização em nutrição clínica ou pelo menos três anos de experiência na área. A ferramenta obteve uma aprovação de 89%.

Nutrição de Precisão

Os pesquisadores estão agora focados em uma etapa mais avançada do projeto: a nutrição de precisão. Neste estágio, a ferramenta considerará não apenas a avaliação nutricional, mas também exames bioquímicos e aspectos genéticos.

O Futuro da Nutrição Personalizada

No futuro, a ferramenta poderá incluir informações sobre alimentos e preparações específicas de regiões do Brasil, além de estimar o custo dos planos alimentares e fornecer uma lista de compras para o paciente.

Confira o artigo completo sobre a ferramenta aqui(https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0889157523004568).

A introdução da IA na nutrição é um avanço emocionante. Com ferramentas como essa, os nutricionistas poderão fornecer planos alimentares personalizados de maneira mais eficiente e precisa, levando a melhores resultados para seus pacientes.

Para informações adicionais, acesse o site

Comentários desativados em Inteligência Artificial na Nutrição – Planos Alimentares Personalizados