Home Notícias iFood começa primeiros testes para entrega via drone

iFood começa primeiros testes para entrega via drone

6 min read
0
0
168
Quer receber as principais notícias do Polo Fit pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.

Drone

Desde que os aplicativos de entrega se popularizaram, fica difícil imaginar a vida sem eles. Agora, um dos principais nomes no setor, o iFood, se prepara para dar um passo à frente da concorrência. A empresa será a primeira food delivery da América Latina a utilizar drones para entrega de comida.

Muito tem se falado sobre o papel desta tecnologia em ações rotineiras. Amazon e Walmart, por exemplo, já iniciaram os primeiros testes com o objetivo de reduzir o tempo de entrega e facilitar o complicado processo de logística.

No caso do iFood o primeiro passo foi fechar uma parceria com a empresa Speedbird Aero (SMX), que opera drones. A expectativa é que a primeira entrega ainda no formato de teste aconteça no mês de outubro na cidade de Campinas, no interior de São Paulo.

O IFOOD REALIZA MAIS DE 18 MILHÕES DE PEDIDOS MENSALMENTE

“Hoje realizamos mais de 18 milhões de pedidos mensalmente, o que demonstra o enorme potencial de crescimento do mercado brasileiro. Inovação está no nosso DNA e estamos sempre buscando como melhorar a experiência dos nossos 12 milhões de clientes cadastrados. Isso inclui aperfeiçoar o nosso sistema de logística com o objetivo de otimizar a operação dos 80 mil restaurantes e 120 mil parceiros de entrega”, reforça Carlos Moyses, CEO do iFood.

Para colocar em prática o projeto, a empresa utilizou parte do aporte de 500 milhões de dólares que recebeu para investir em meios de pagamentos e inteligência artificial.

+ SOBRE FOODTECHS

O que as foodtechs têm a ver com a nossa saúde?

A primeira fase de testes começa com o drone retirando um produto do shopping Iguatemi Campinas com destino ao iFood Hub – um centro de expedição da marca dentro do empreendimento. Em seguida, o pedido segue para o endereço de destino utilizando bicicletas ou motos.

A empresa também revelou que deve traçar uma rota do iFood Hub até um condomínio residencial para tornar o teste ainda mais real. Por lá, quem tiver feito pedidos poderá retirá-los em uma área denominada droneport – onde devem decolar e aterrissar os drones – ou receber na porta de casa através de um entregador parceiro.

drone

“O drone ainda não fará entregas na janela dos clientes. A ideia é que ele complemente a operação dos modais tradicionais. Em um shopping, por exemplo, os entregadores podem levar até 12 minutos para retirar o pedido no restaurante e, com o uso do drone, esse tempo varia entre 30 segundos e 1 minuto”, explica Roberto Gandolfo, diretor de Logística do iFood.

E como funciona o drone que promete mudar definitivamente a forma de fazer entregas? De acordo com a empresa, ele foi desenvolvido com tecnologia 100% brasileira e consegue voar em alturas de até 60m, o equivalente a um prédio de 60 andares, para se ter ideia. Além disso a manutenção dos alimentos também foi um fator muito pensado. Não à toa, o drone conta com uma caixa térmica capaz de manter a temperatura dos produtos.

+ NOTÍCIAS

B2W planeja entrega por drone nos próximos meses
Amazon lança mais um drone e espera entregar veículo autônomo dentro de meses
Google realiza sua primeira entrega com drone na Austrália
iFood testa drones, mas se preocupa com a geração de valor para os clientes

Load More Related Articles
Load More By admin
Load More In Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Spin Pay promete facilitar a venda no e-commerce com pagamentos instantâneos

Em um cenário onde o mercado digital cresce a uma taxa oito vezes maior do que as operaçõe…