Home Notícias GPA vai lançar lojas com reconhecimento facial e self-checkout

GPA vai lançar lojas com reconhecimento facial e self-checkout

4 min read
0
0
207
Quer receber as principais notícias do Polo Fit pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.

Crédito: Divulgação

O GPA vai abrir lojas com reconhecimento facial, self-checkout e lockers para retirada de produtos comprados pela internet. O desenvolvimento dos mercados se dará em parceria com a Microsoft. As unidades deverão ser abertas na Zona Sul de São Paulo até o fim deste ano.

As novas lojas serão a versão “Beta” da bandeira Minuto Pão de Açúcar, de mercados de bairro, e serão construídas em contêineres. As Minuto Pão de Açúcar Beta vão receber sensores capazes de interagir com as plataformas digitais da marca – apps e e-commerce – e com lockers.

Na primeira fase do projeto, o reconhecimento facial vai servir apenas para identificação do cliente. A tecnologia fará a leitura de todas as informações disponibilizadas pelo consumidor, como CPF e perguntas normalmente realizadas no momento em que se inicia o processo de pagamento.

Depois que a tecnologia estiver madura, o GPA vai permitir que o consumidor pague diretamente via aplicativo, eliminando a necessidade de passar pelos caixas.

LEIA TAMBÉM
GPA cria e-commerce para atender pequenos mercados, restaurantes e bares
Pão de Açúcar vende suas ações e Klein retoma controle da Via Varejo
GPA lança plano para dobrar venda de carne suína até 2021

O sortimento das novas lojas visa atender consumidores que querem fazer compras rápidas e convenientes. Refeições semiprontas e produtos prontos para consumo terão espaço no novo modelo. Itens como produtos de limpeza não são a prioridade da empresa para as lojas Beta.

O projeto é fruto de uma parceria recém-anunciada entre Microsoft e GPA. O acordo prevê a implementação de novas tecnologias para aprimorar a experiência do consumidor em todos os modelos de loja do GPA.

“Nós colocamos as lojas à disposição deles (Microsoft) e eles nos ajudam a tirar a fricção”, explica André Papa, Diretor de TI do GPA.

Antonio Salvador, Diretor de Transformação Digital e E-commerce, explica que o projeto precisa ser rentável para a empresa ao mesmo tempo em que gera valor ao consumidor.

“A ideia é cumprir o santo segredo do varejo: vender. Temos que ter fluxo e margem. Não queremos fazer um show e sim coisas pragmáticas”, afirma.

A primeira loja será inaugurada neste trimestre, segundo Salvador.

Load More Related Articles
Load More By admin
Load More In Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

iFood começa primeiros testes para entrega via drone

Desde que os aplicativos de entrega se popularizaram, fica difícil imaginar a vida sem ele…